segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Fórum de EaD

          Começa hoje o Fórum de Educação a Distancia no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Sua duração será de 24 a 26 deste outubro de 2011.
         Para Conferir a programação do evento acesse o link: http://www.cnj.jus.br/images/eventos/ead/programacaofinal_forumead.pdf

       Ao interessados boa participação.
       Ah! Vale lembrar que o evento será transmitido ao vivo via internet. Busque informações sobre como assistir as palestras.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Gerações de EaD

As Gerações de EaD

Ao longo dos tempos, o Ensino a Distância sofreu uma evolução drástica ligada tanto ao aparecimento de novas tecnologias como à forte evolução sócio-cultural verificada nos últimos dois séculos.
Esta evolução, como qualquer evolução na nossa sociedade, consistiu num processo contínuo de construção com base nos alicerces constituídos pelo conhecimento anterior. No entanto, durante a evolução do EaD, em certas alturas, ocorreram alterações “bruscas” no processo de EaD que permitem dividi-lo em várias gerações.

O que é UAB?

A Universidade Aberta do Brasil é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância.

Para contunuar lendo acesse:  http://uab.capes.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6&Itemid=18

Vídeo sobre EaD

video

domingo, 25 de setembro de 2011

Vídeo sobre EaD

http://www.youtube.com/watch?v=bxK9KtF4Dvk

O Designer Instrucional e sua importância

O designer instrucional constitui um bom conhecedor daquilo que se vai utilizar no planejamento e na aplicação de um curso virtual. A análise das ferramentas, as formas de avaliação, os programas, as formas de interação, o modo com que atividades e conteúdos serão utilizados permite ao designer instrucional cumprir seus objetivos e propósitos quanto ao aluno e ao desenvolvimento de um curso.
         O designer instrucional ou designer educacional, como também é chamado, e os professores conteudista devem possuir propósitos semelhantes, pois um vai auxiliar e dizer ao outro o modo mais adequado de se aplicar conteúdos, atividades, interações e assim sucessivamente, com o foco sempre no perfil do aluno e sua aprendizagem. Segundo Moreira (2008),
O Designer educacional é, em geral, um profissional com perfil interdisciplinar, em especial nas áreas de educação, comunicação e tecnologia, articulando várias funções. Acompanha o processo desde o planejamento até a etapa de avaliação de um curso ou atividade a distância.
           O designer instrucional pensa o curso, é ele delimita conjuntamente com a equipe o quê, como e quando determinado assunto deve ser trabalhado dentro do Ambiente Virtual Aprendizagem.
          Conforme explanações sobre o designer instrucional (ou educacional), expostas nos parágrafos acima, Moreira (2008) apud Bergo (2010), lista algumas etapas que nos ajudam a entender o papel e um pouco do trabalho do Designer Educacional:
Em geral desenvolve as atividades de:
·         Levantamento e análise de necessidades de instrução.
·         Levantamento do Perfil dos alunos ou usuários.
·         Concepção e planejamento do projeto.
·         Conversão ou adaptação dos conteúdos em materiais digitais, adequando-os à mídia digital ou à outra mídia a ser utilizada.
·         Definição de estratégias pedagógicas como: organização e distribuição dos conteúdos, desenvolvimento do guia de estilo juntamente com o webdesigner (imagens, áudio, fontes, cores, personagens, metáforas, menus).
·         Colaboração com a autoria na programação de estratégias de aprendizagem e avaliações.
·         Desenvolvimento de storyboard.

          O designer instrucional torna-se responsável por compreender os objetivos do curso, conhecer o público a ser atendido, compreender as limitações e possibilidades de cada mídia a ser utilizada. Ele deve conhecer e entender o processo de ensino, dominar técnicas de design e dialogar muito com os autores, professores e responsáveis pela disciplina e pelo curso. Conforme Zalpa (2010),
          O design instrucional trabalha com modelos de representações que devem ser bem utilizados, de modo a criar condições favoráveis na concepção dos cursos, visando a qualificação das pessoas. A importância do design instrucional é reconhecida porque passa por ele a função de organizar a estrutura de um curso, além de analisar a abordagem pedagógica a ser utilizada, os objetivos a serem alcançados, selecionar os melhores veículos, a melhor forma de aprendizado e estabelecer a periodicidade das avaliações.
         Considerando as questões expostas anteriormente, o designer instrucional poderá melhor desenvolver suas funções referentes ao desenho educacional: o planejamento, o desenvolvimento e a aplicação de técnicas, métodos e atividades de ensino que visam facilitar a aprendizagem e eficácia na construção do conhecimento, levando em consideração o contexto em que se encontra e as mudanças que provocará nele.
          As práticas e o conhecimento pedagógico do designer instrucional tornam-se extremamente importantes para o desenvolvimento de um curso virtual e para o crescimento educacional do aluno independente da idade, ainda que, cursos nesta modalidade façam grande sucesso e atinja frequentemente o público adulto, que encontra um jeito prático e confortável de aprender, capacitar-se e buscar melhores condições profissionais e destaque no mercado de trabalho.
           O trabalho planejado pelo designer instrucional pode ser um grande diferencial em um ambiente virtual de aprendizagem. E pode ajudar de forma objetiva nos processos de interação que devem ocorrer num AVA. Seu trabalho ajuda a criar um novo perfil de ensino onde os participantes passam a ser ensinantes e aprendentes um do outro, criando nos alunos uma relação de reciprocidade dentro de tal contexto possam expressar seu sentido, suas concepções e seus valores. Segundo Almeida e Prado (2008):
para que este processo seja desencadeado é necessário que as malhas da rede comecem a ser tecidas por meio do desenvolvimento de estratégias de planejamento e de mediação, numa perspectiva que concebe o design educacional como um processo em contínuo movimento, aberto a articulação de novos nós conforme emergem novos significados da própria situação ou de outros contextos e redes em que as pessoas se encontram mergulhadas.    
          Nota-se, pois, a importância do trabalho desenvolvido por um designer instrucional ou designer educacional, pois através da utilização de recursos midiáticos e das ferramentas de um ambiente virtual de aprendizagem (AVA), bem como de seus conhecimentos pedagógicos e da linguagem adotada vai contribuir com grande eficácia para que processos de interação e de ensino-aprendizagem ocorram entre os participantes de um curso virtual, (aluno/professor, aluno/aluno, aluno/tutor). Para Silva et al (2006), em EaD, a linguagem deve conduzir o aluno ao raciocínio crítico, para que ele possa encontrar respostas às questões que se lhe apresentam e construir posicionamentos pessoais.
          Do trabalho do designer instrucional é que resulta o design instrucional, que pode ser considerado uma etapa fundamental e até mesmo a mais importante no planejamento em EaD. Para Bergo (2010),
o Design Instrucional consiste em uma área da pesquisa educacional voltada à estruturação do processo de ensino- aprendizagem de forma a possibilitar às pessoas aprenderem melhor.Trabalha com métodos variados de instrução, definindo quais e quando utilizá-los para garantir as melhores oportunidades de aprendizagem.
          Conforme Filatro (2004), o Design instrucional
Envolve – além de planejar, preparar, projetar, produzir e publicar textos, imagens sons, movimentos, simulações, atividades e tarefas relacionadas a uma área de estudo – maior personalização dos estilos e ritmos individuais de aprendizagem, adaptação às características institucionais e regionais, atualização a partir de feedback constante, acesso a informações e experiências externas à organização de ensino, favorecendo ainda a comunicação entre os agentes do processo (professores, alunos, equipe técnica e pedagógica, comunidade) e o monitoramento eletrônico da construção individual e coletiva de conhecimentos.
          As noções apresentadas anteriormente podem ajudar a compreender tanto a importância do designer instrucional, quanto o resultado de seu trabalho: o design instrucional, que sem sombra de dúvidas pode-se dizer um dos mais ricos meios de planejamento e desenvolvimento de cursos para a EaD.